Wednesday, March 27, 2013

NUBLU JAZZ festival 2013 - SESC Belenzinho

Acabei o Nublu Jazz Festival no SESC Belenzinho. Foi sensacional trabalhar com muitos artistas e músicos de jazz. Uma oportunidade e tanto proporcionada pelo amigo Rodrigo Cerqueira!
E o SESC dispensa qualquer comentário a respeito de estrutura técnica e produção. 
Primeiro Dia: Love Trio: Ilhan Ersahin(teclados & sax), Kenny Wollesen (bateria), Jesse Murphy(baixo), Lanny Gordin (guitarra)e João Parahyba(percussão). Veja nesse link quem são eles: http://www.myspace.com/lovetrionublu
E acabei trabalhando de guitar tech do Lanny Gordin, num interim básico e instantâneo! O set up do mestre era simples: Gibson ES-135, Boss Super Distortion e Fender Twin Reverb.
E fechando a primeira noite: o vibracionista e vocalista Roy Ayes e banda: Donald Nicks (baixo), Lee Pearson (bateria), Ray Gaskin (sax e teclados), Mark Adams (teclados) e John Pressley (vocais).
Veja quem é Roy Ayes nesse link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Roy_Ayers
Segundo dia as duas atrações: Calibro 35 da Itália: Max Martellotta(guitarra), Enrico Gabrielli(teclados & sax), Luca Cavina(baixo) e Fabio Rondanini(bateria). E a banda que acompanhava o lendário Herbie Hancock, a Headhunters: Ricky Sebastian(bateria), Chris Severin(baixo), Bennie Maupin(sax), Bill Summers(percussão) e Kyle Roussel(teclados e voz).
O Calibro fez um jazz pop bastante melódico e agitou a galera...mas o Headhunters detonou! Sem palavras. Na foto abaixo, Max - guitarrista do Calibro 35.
 Headhunters detonando!
 Set List dos caras...e eles são "os caras"
 Headhunters! Veja nesse link: http://en.wikipedia.org/wiki/The_Headhunters
Uma honra imensa trabalhar com esses caras que fizeram o som de décadas e são referências do jazz gringo! Ter algo assim no currículo não é a cereja do bolo...e sim...o bolo inteiro!
Terceiro dia: Marcos Paiva Sexteto e Robert Glasper Experiment!
Com o Marcos Paiva, tive a oportunidade de trabalhar uma vez, numa escola de música. Foi anos atrás e revê-lo no Nublu Jazz foi bem legals. O sexteto: Marcos(contrabaixo acústico), Jorge Neto(trombone), Cássio Ferreira(sax), Daniel D´Alcantara(trombone e trompete), Edson Sant´anna(teclados) e Daniel de Paula(bateria). link: http://marcospaiva.com/

Robert Glasper Experiment: Robert(teclados), Casey Benjamim(vocoder e sax), Derrick Hodge(baixo) e Chris Dave(bateria).
Bom....o cara ganhou o Grammy de melhor álbum de R&B. Não tem muito que falar. É a vertente do jazz moderno flertando com o R&B. Link: http://en.wikipedia.org/wiki/Robert_Glasper
O mais legal da banda é o TJ, que é o cara que arruma as coisas e o som. Já a banda...apesar do humor flutuante...não tiveram nada a reclamar de nós...Trampo impecável e equipe afiada.
E teve também os Djs que abriram as noites com som mecânico: DJ Modest P(New York), DJ DvBz(São Paulo) e DJ MZK (São Paulo). E na foto abaixo...flagrante de minha pessoa em plena condição do trabalho de preparação do palco. 
Equipe de técnicos: Rodrigo Cerqueira, eu, Pedro Hernandes, Marcos Limone, Rodrigo Sanchez (PA), Nivaldo Costa(monitor). E a galera do Sesc/iluminação que também detonaram com high quality!


No comments:

Post a Comment